A nova torre na baía Samba parte da simbiose entre arquitetura e natureza, como uma maneira de criar uma nova identidade na cidade (um ícone) e espaços arquitetónicos de qualidade. O diagrama da torre está pensado para aproveitar ao máximo os elementos naturais como a luz, a ventilação cruzada, os espaços verdes, em varandas que dão para as fachadas criando duplas ou triplas alturas e, por sua vez, incorpora tecnologia ecológica como a energia solar, captação de água e a utilização de materiais prefabricados que proporciona um processo rápido e inteligente de construção.

Localização: Luanda, Angola
Ano: 2012
Superfície: 15.700m2
Arquiteto colaborador: Irving de la Rosa