A proposta de uma vivenda de praia concebida em madeira , decorre da ideia de obter um grande espaço aberto de dupla altura contendo vegetação, protegido do exterior por pérgulas e contido por volumes fechados , onde os serviços se encontram no rés de chão e os quartos no 1º andar.
A disposição dos volumes que enquadram o espaço central cria terraços e varandas , pátios com vegetação, escadas e pórticos que se relacionam directamente com o espaço central e este, por sua vez, com o espaço exterior.

Localização: Ramiros, Angola
Ano: 2014
Área: 493,11m2
Contratante: Constrope Angola, Lda.